O papel físico será extinto das empresas?

O papel físico será extinto das empresas?

O papel físico será extinto das empresas?

Apesar de vivermos na era da digitalização, a burocracia brasileira não deve deixar o papel físico sair de cena. A questão é polêmica, pois com a obrigatoriedade da existência do documento físico estabelecida pela legislação brasileira, há certo acúmulo de papel nas empresas e isto acaba demandando um espaço para o armazenamento destes documentos. Porém, diante de um cenário que ilustra diversas corrupções envolvendo grandes companhias, a existência do papel físico comprovando processos concluídos corretamente ainda é o procedimento mais seguro para evitar que empresas sejam ludibriadas.

Considerada o maior tesouro das empresas, é a informação precisa, atestada por documentos e acessada rapidamente que comprova vínculos corporativos e atitudes idôneas envolvendo grandes corporações. Além disso, em momentos estratégicos, é esta informação organizada e acessível que permite a rápida eficiente tomada de decisões. Apesar de trabalhoso, o acúmulo de documentos é um meio preventivo e seguro para evitar problemas com clientes, governo e fornecedores.

Oferecemos ao mercado a Gestão Documental exatamente para sanar a dificuldade de gerenciar o excesso de papéis nas organizações, dinamizando os processos e garantindo segurança total aos documentos. Assim, alinhamos o que há de mais tecnológico aos serviços de Gestão Documental para trazer soluções flexíveis e dinamismo para a consulta à informação. “Não enxergo o acúmulo de papéis um problema. Considero uma consequência de um negócio que está crescendo e gerando movimentações nos processos.

Ter a facilidade de acessar rapidamente e digitalmente uma série de informações, que no formato antigo estariam arquivadas em uma sala empoeirada e cheias de pastas e ainda demandaria horas de trabalho de um funcionário para localizá-las, com certeza é uma praticidade revolucionária para o mercado e uma opção inteligente para que as empresas dediquem seus espaços às atividades que resultem em crescimento”, finaliza Marcelo Araújo, Diretor Comercial.